7:45 às 11:45 e 13:00 às 17:00    
 (55) 3792 1102/1060


ABATEDOURO

 

O Executivo Municipal realizou no último mês reunião com o Poder Legislativo em seção extraordinária da Câmara Municipal, para a explanação do projeto de lei nº 51/2017 que trata da cedência de bens e imóveis do tão sonhado Abatedouro Municipal.

Desde o inicio do ano uma equipe técnica da administração municipal tem  trabalhado nesse importante projeto, que é ver o abatedouro em pleno funcionamento, esse é um sonho da nossa comunidade Pinheirinhense, haja visto que durante a campanha politica do atual prefeito Elton Tatto, foi uma reivindicação muito presente da comunidade, e até mesmo dos demais candidatos concorrentes.

O projeto teve inicio com o ex prefeito Jaime Alceu Albarello no ano de 2008, desde então foi adquirido uma área de 5 hectares de terra, construído barracão frigorifico Industrial de 636m2 e adquirido alguns equipamento. Já foram investidos na atual estrutura em torno de R$ 1.027.454,15, mas ainda serão necessários investimentos de R$1.300.000,00 pelo município e R$ 2.259.416,81 pelo investidor, totalizando um montante de R$ 4.586.870.96.

Para o Vice-Prefeito Jair Antunes de Lima o período é de dificuldades, em que atrair investidores não é uma tarefa fácil. “Estamos direcionando esforços para que esse sonho se realize e possa gerar emprego, renda e inclusão social em nosso município, foi feito um estudo criterioso vamos acreditar nesse investimento”.

Já o prefeito Elton Tatto, salientou que o município tem capacidade  de colocar essa indústria frigorifica em funcionamento. “Vamos manter as despesas básicas necessárias, e chegou o momento de investir para projetar o nosso município no rumo do desenvolvimento local e regional, na geração de emprego e renda. Pinheirinho do Vale tem vocação para suinocultura e é isso que vai alavancar o crescimento. Acreditamos cem por cento que o projeto vai ser um sucesso”. Finalizou.

O funcionamento do abatedouro demanda de investidores. Para isso será aberto licitação na modalidade Edital de Concorrência Pública  para a viabilização do empreendimento.